espaco 3

trabalhista

3º Fase eSocial

3º Fase eSocial: Empresas do grupo 3 devem enviar Folha de Pagamento

Empresas do grupo 3 entram na 3ª fase do cronograma de implantação do eSocial (etapas detalhadas abaixo). A partir do dia 10/05/2021 torna-se obrigatório o envio da folha de pagamento das empresas do grupo 3 (empregadores optantes pelo Simples Nacional, empregadores pessoa física, exceto doméstico, produtor rural PF e entidades sem fins lucrativos).

1ª Fase: envio das informações constantes dos eventos das tabelas S-1000 a S-1080

2ª Fase: envio das informações constantes dos eventos não periódicos S-2190 a S-2399 (exceto os eventos de Segurança e Saúde do Trabalhador - SST)

3ª Fase: envio das informações constantes dos eventos periódicos S-1200 a S-1299

4ª Fase: envio das informações constantes dos eventos S-2210, S-2220 e S-22404

esocial cronograma 2021 3

Fonte:

versao final do leiaute do esocial simplificado  s1-0

cronograma de implantacao/ambiente  de  producao empresas

 

Passo a Passo - novo Salario Minimo SGRH X CONSISANET

Já está em vigor o novo valor do salário mínimo, que passou a ser de R$ 1.100 em 1º de janeiro. O anterior era R$ 1.045. A Medida Provisória 1.021/2020, que estabeleceu o reajuste, foi publicada no Diário Oficial da União em 30 de dezembro.

Com a mudança, o valor diário do salário mínimo passou a ser de R$ 36,67 e o valor horário, R$ 5.

A Fortaleza preparou "passo a passo" para ajudar no atendimento dos clientes referente a atualização do novo salario mínimo vigente a partir de 01/01/2021

Veja no link Dicas de Suporte SGRH: 92 - Novo Salario Minimo SGRH X CONSISANETNovo Salario Minimo SGRH X CONSISANET

 

novo sm 2020

Estado de calamidade adia entrada do 3º grupo de obrigados

 

O 3º grupo estava previsto para transmitir folhas de pagamento a partir de setembro/20. Entes definirão mudança e publicarão novo cronograma de obrigatoriedade nos próximos dias.

O estado de calamidade pública decorrente da pandemia de Covid-19 afetou as empresas do país sendo que algumas até tiveram suas atividades suspensas. Por isso, o calendário de obrigatoriedade do eSocial será alterado nos próximos dias. As empresas pertencentes ao 3º grupo de obrigados (empregador optante pelo Simples Nacional, empregador pessoa física - exceto doméstico, produtor rural PF e entidade sem fins lucrativos) iniciariam o envio dos eventos periódicos (folhas de pagamento) a partir de setembro deste ano, conforme calendário atual. Além delas, os órgãos públicos federais e as organizações internacionais (grupo 4) também começariam a fase 1 em setembro próximo.

O adiamento também abrangerá os eventos de Segurança e Saúde do Trabalhador - SST, previstos para iniciarem em setembro para as empresas do 1º grupo de obrigados (empresas com faturamento anual superior a R$ 78 milhões).

O calendário será modificado e o adiamento compreenderá todas as empresas e entidades que ainda não estão obrigadas ao eSocial. As novas datas serão divulgadas no Portal, assim que forem definidas pelos entes que compõem o eSocial.

Fonte: Portal eSsocial/cronograma-estado-de-calamidade-adia-entrada-do-3o-grupo-de-obrigados

Cálculos de Folha com redução carga horaria e salarial

O Sistema Consisanet Folha de Pagamento foi preparado para no mês da redução calcular a folha sobre o salário integral e lançar como desconto o ajuste  conforme a redução salarial/carga horaria.

A decisão em lançar uma verba como ajuste foi devido empregados que estavam afastados, seja por auxilio doença, acidente, maternidade ou mesmo por férias e retornaram no mesmo mês do acordo para a redução de horário.

Acompanhe os detalhes do cálculo em Dicas de Suporte SGRH - Dica nº 80

 

Mensagem da CEF aos empregadores sobre a SEFIP

 

Senhor Empregador

A CAIXA informa que as adequações do programa SEFIP e da Tabela Auxiliar do INSS 03/2020, para atendimento ao disposto na Portaria SEPRT n 3659, de 10 de fevereiro de 2020, serão concluídas até o dia 31/03/2020.

Os ajustes permitirão a prestação das informações e geração dos cálculos previdenciários progressivos, com a aplicação das novas faixas de incidência à tabela de salários de contribuição e a aplicação das novas alíquotas, atendendo grande parte dos empregadores.

A prestação das informações da competência 03/2020 e seguintes deve ser realizada por meio do SEFIP atualizado e da Tabela Auxiliar do INSS 03/2020, para que as informações sejam corretamente prestadas, evitando-se a necessidade de retificações futuras.

Fonte:  Caixa Econômica Federal/Secretaria Especial da Receita Federal do Brasil 

Desta forma, a Fortaleza recomenda aguardar novas orientações da Caixa Econômica Federal sobre envio de SEFIP 03/2020.