Notícias em Destaque

Escritórios Contábeis

Uma solução completa para um perfeito gerenciamento do seu escritório contábil.

Empresarial

Sua gestão empresarial inteligente e integrada do planejamento à apuração dos resultados.

Treinamento Online

Os treinamentos possibilitam à empresa administrar e acompanhar o treinamento de seus colaboradores.

E.Doc Contábil

Comunicação direta e registros de requisições e serviços em área segura e com acesso restrito.

espaco 3

Nossos Clientes

SGRH - CONSISANET e o E-Social

Já está sendo trabalhado para atender o cronograma do E-Social, os manuais foram alterados e a versão 2.2 publicada em Maio de 2017  já foi alterada para 2.3 em Julho de 2017, conforme o manual foram muitas alterações nos campos.

Assim que forem homologadas as alterações será disponibilizado para que os sistemas sejam atualizados para os clientes, usuário final.  Veja mais no link Portal eSocial.

O E-Social disponibilizou a partir de terça-feira 01 de agosto de 2017, o acesso ao ambiente de testes da plataforma para todas as empresas do país. A etapa tem como objetivo preparar o setor produtivo para o início da utilização obrigatória do sistema que começa em 1° de janeiro de 2018 para empresas com faturamento superior a R$ 78 milhões anuais. A partir de 1° de julho de 2018, o E-Social torna-se obrigatório para todos os demais empregadores do país.

Na prática, o E-Social será a nova forma de prestação de informações feita pelo empregador que entrará em vigor no Brasil e integrará a rotina de mais de 8 milhões de empresas e 40 milhões de trabalhadores. O E-Social é um projeto conjunto do governo federal que integra Ministério do Trabalho, Caixa Econômica, Secretaria de Previdência, INSS e Receita Federal.

A iniciativa permitirá que todas as empresas brasileiras possam realizar o cumprimento de suas obrigações fiscais, trabalhistas e previdenciárias de forma unificada, o que reduzirá custos, processos e o tempo gastos hoje pelas empresas nessas ações. A expectativa do governo com a medida é melhorar o ambiente de negócios no país.

De acordo com o Comitê Gestor do E-Social, a implantação deste período de testes tem como foco a adaptação das empresas ao sistema e o aperfeiçoamento da plataforma por parte do governo federal. Para o Comitê, este é o momento para que as empresas possam aperfeiçoar seus cadastros e validar seus sistemas antes do início da obrigatoriedade oficial do uso do E-Social em 2018.

Micro e pequenas empresas e MEI

Os mais de 4,8 milhões de micro e pequenos empresários e 7,2 milhões de Microempreendedores Individuais (MEI) do país também poderão integrar o eSocial a partir de julho de 2018, desde que possuam empregados. Com foco neste público, está sendo desenvolvida uma plataforma simplificada para facilitar o cumprimento das obrigações fiscais, trabalhistas e previdenciárias por parte deste grupo, a exemplo do que já acontece com o eSocial Doméstico.

Orientação

O E-Social não disponibilizará ambiente de testes no formato web (com interface), como temos hoje no acesso do empregador doméstico. Para realização de testes, as empresas deverão utilizar sistemas próprios, que farão a comunicação com o E-Social via Web Service, conforme orientações para desenvolvedores na área de Produção Restrita.